sábado, novembro 25, 2017

A importância de celebrar o Dia 25 de julho

Por que celebrar o Dia 25 de julho,"Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra"?

Racismo e Cultura por Frantz Fanon

FANON, Frantz. Racismo e Cultura. FANON, Frantz. Em defesa da revolução africana. Lisboa: Livraria Sá da Costa, 1980, p. 35-48. 1A reflexão sobre o valor...

“A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CADÁVERES” (PRETOS e POBRES)

O titulo do CD do Rapper Eduardo "A fantástica fábrica de Cadáveres" nos apresenta um enredo recorrente: Em uma periferia qualquer de uma grande...

CURSO NEGRO: MOVIMENTOS DE LIBERTAÇÃO NA ÁFRICA

De segunda-feira a sexta-feira  (18 a 22 de janeiro de 2016) Horário: 19h30 às 22h00 Coordenação e organização: Danilo Ramos – Curador do Espaço...

O Racismo como arma de dominação – Clóvis Moura

Ao longo da história, o racismo foi a justificação dos privilégios das elites e dos infortúnios das classes subalternas. Agora ele se renova como...

EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO RACIAIS: INTERDISCIPLINARIDADE E TRANSVERSALIDADE.

Por Leila Maria de Oliveira  - Mestre em Educação: Currículo pelo Programa de Pós Graduação da PUC-SP; professora de educação física; e integrante do...
0FansLike
123FollowersFollow
10,467FollowersFollow
702FollowersFollow
4,165SubscribersSubscribe

Must Read

Nonagésimo aniversário de Fanon – Racismo e Cultura

NONAGÉSIMO ANIVERSÁRIO DE FANON: O texto de hoje é Racismo e cultura, elaborado por Fanon para a sua conferência no I Congresso de Escritores e Artistas Negros, em Paris.

Nonagésimo aniversário de Fanon – AS IDEIAS DE FRANTZ FANON NO...

Os textos de hoje apresentam o debate a respeito da recepção de Fanon no Brasil. Está presente em ambos a preocupação em mapear os autores que foram influenciados por Fanon: entre eles, Paulo Freire, Glauber Rocha e os intelectuais formuladores da Quilombhoje, como Márcio Barbosa

20 de Novembro – Dia da Consciência Negra! E a Consciência...

Há algum tempo venho observando e acompanhando a reação das pessoas na proximidade do dia 20 de Novembro. Os posicionamentos são diversos, mas é...

O Trabalho Produtivo em Karl Marx; Velhas e Novas Questões.

O KILOMBAGEM têm a honra de convidar-los para compor o Grupo de Estudos – O Trabalho, que neste mês de Março conta com a...

‘A lei de direito autoral privilegia o intermediário, não o artista’,...

Por @brunogalo e @livia_wachowiak Sérgio Branco é advogado especializado em propriedade intelectual. Dá aulas na FGV do Rio de Janeiro e recentemente escreveu o livro...

Students Called out their School’s Racism and Caught Attention

Going insane was a luxury. It's the going, that's the treat. Going suggests travel, moving. There was no going. The madness was constant and...

Past Stories

A VIA COLONIAL DE ENTIFICAÇÃO DO CAPITALISMO – José Chasin

Texto 2 – curso Particularidades do Capitalismo Brasileiro – Grupo Kilombagem José Chasin. A VIA COLONIAL DE ENTIFICAÇÃO DO CAPITALISMO. Acesse o texto em: Texto de Apoio; Faça...

Dominguinhos deixará saudades

Nossa história: resistência e existência viva que marcou o mundo. Dominguinhos,  junto a Gonzagão é ancestralidade, modernidade e tradição.  Que as gerações da calça larga e...

Para Educar

Crianças Feministas – Chimamanda Ngozi Adichie Kilombagem é uma organização preta que procura desenvolver estudos e ações de combate ao racismo em uma perspectiva de...

King Daughter Says Her Mother’s Papers Should Be Published

Going insane was a luxury. It's the going, that's the treat. Going suggests travel, moving. There was no going. The madness was constant and...

Nonagésimo aniversário de Fanon – O ANTICOLONIALISMO REVOLUCIONÁRIO

O Post de hoje, apresenta três trabalhos que identificam em Fanon os subsídios para pensar a luta anti-colonial em uma perspectiva revolucionária. O primeiro e o segundo resgatam o contexto histórico e político que Fanon estava inserido, para pensar em que medida a sua proposta anti-colonial passava pela reorganização prática da sociedade via luta política. O terceiro problemátiza a importância desse debate nos dias atuais, em que a "Revolução" deixou de estar na "ordem do dia".

Stokely Carmichael (1941 – 1998) – De Pantera Negra a Pan-Africanista

Por Whittier College, Whittier, California – 22 de março de 1971 Tradução: Willians Meneses da Silva Bacharel em Direito pela PUC/SP, Especialista em Direitos Fundamentais (Coimbra/IBCCRIM/) Coletivo Negro...
Pular para a barra de ferramentas