Home Pensadores

Pensadores

Pensadores que são referencias, necessários e fundamental a leitura de suas obras.

A Educação das Relações Raciais na Escola

POSSIBILIDADES E DESAFIOS OITO ANOS APÓS A ASSINATURA DA LEI Nº 10.639/03 – UM OLHAR DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Regina Maria da Silva Mestranda em Educação: História, Política, Sociedade (PUC – SP); Especialista em Magistério do Ensino...

Crítica ao praticismo revolucionário – Sergio Lessa

Sergio Lessa - Professor da Universidade Federal de Alagoas e membro das Editorias das revistas Praxis e Crítica Marxista. Com o predomínio das tendências históricas contra-revolucionárias por décadas seguidas, num ambiente social fetichizado e marcado...

“A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CADÁVERES” (PRETOS e POBRES)

O titulo do CD do Rapper Eduardo "A fantástica fábrica de Cadáveres" nos apresenta um enredo recorrente: Em uma periferia qualquer de uma grande cidade, um policial é assassinado (no caso, em um ato...

Sobre o Revolucionário Thomas Sankara

Jovem militar influenciado pelo marxismo, Thomas Sankara tomou o poder em 1983. Por quatro anos, o “Che africano” multiplicou experiências inéditas em Burkina Faso: autossuficiência alimentar, ruptura da tutela neocolonial, ataques ao FMI. As potências ocidentais deixaram claro que não apreciam esse programa

Minhas experiências com o caso Pinheirinho

Se fossemos categorizar o que humanamente representa um choque, poderemos dizer que temos dois tipos, ou duas fases: há aquele choque que de tão forte, nos gruda, nos derrete, nos paralisa. Outro tipo é...

Nonagésimo aniversário de Fanon – A REVOLUÇÃO ARGELINA

O texto de hoje é Ano Cinco da Revolução Argelina (Sociologie d’une revolution: L’ an V de La Révolution Algérienne). O texto foi escrito em 1959 por Fanon com objetivo de divulgar suas observações a respeito do processo revolucionário em curso, e ao mesmo tempo, oferecer ao povo argelino e à comunidade internacional uma “contra-propaganda” aos meios de comunicação franceses.

O Ornitorrinco – Chico de Oliveira

O Ornitorrinco* Francisco de Oliveira Ornitorrinco – s.m.(Do gr. ornis, ornithos. ave +Rhynkhos. bico.) Ornithorhynchus anatinus. Mamífero monotremo, da subclasse dos prototérios, adaptado à vida aquática. Alcança 40cm de comprimento, tem bico córneo, semelhante ao bico...

Burkina Faso: Thomas Sankara e os levantes populares

Viver africano para viver livre e digno. Pode-se matar líderes revolucionários, mas as ideias permanecem. Thomas Sankara A forma como a imprensa vem divulgado os recentes levantes populares em Burkina Faso contra o Presidente Blaise Compaoré, estimula-me...

A VIA COLONIAL DE ENTIFICAÇÃO DO CAPITALISMO – José Chasin

Texto 2 – curso Particularidades do Capitalismo Brasileiro – Grupo Kilombagem José Chasin. A VIA COLONIAL DE ENTIFICAÇÃO DO CAPITALISMO. Acesse o texto em: Texto de Apoio; Faça Download dos Textos Texto de Apoio

Em defesa da auto-determinação das mulheres e por um Estado laico.

Em defesa da auto-determinação das mulheres e por um Estado laico. Por: Talita Moura - Kilombagem Se o Brasil é um Estado Laico, este não poderia (conforme prevê o artigo 19 da CF de 1988) adotar...

Conflito no Mali

O que levou a França a intervir no conflito do Mali? Quais os interesses em jogo? Por Rafaela Araújo Santana – Graduada em Relações Internacionais e integrante do Grupo KILOMBAGEM. Introdução Este breve artigo tem como objetivo...

O ensino da história e cultura afro-brasileira e a educação física;

um estudo sobre o currículo vivido em Santo André.   OLIVEIRA, L. M. O ensino da história e cultura afro-brasileira e a educação física: um estudo sobre o currículo vivido em Santo André. 2012. 154 p. Dissertação...

Stokely Carmichael (1941 – 1998) – De Pantera Negra a Pan-Africanista

Por Whittier College, Whittier, California – 22 de março de 1971 Tradução: Willians Meneses da Silva Bacharel em Direito pela PUC/SP, Especialista em Direitos Fundamentais (Coimbra/IBCCRIM/) Coletivo Negro Minervino de Oliveira Revisão textual: Regina Maria da Silva Mestra em Educação:...

ASSATA SHAKUR – “Para meu povo”

Irmãos Negros[1]e irmãs Negras[2], eu[3]quero que vocês saibam que eu amo vocês e eu espero que em algum lugar nos seus corações vocês tenham amor por mim. Meu nome é Assata Shakur (nome de escrava Joanne Chesimard[4]), e eu sou uma revolucionária. Uma revolucionária Negra.

Harriet Tubman: A “Moisés” libertadora – Por David A. Adler

Texto retirado do site: http://condicaodamulher.wordpress.com/2007/10/29/harriet-tubman/   Por David A. Adler The Picture Book of Harriet Tubman New York, Holiday House, 1992 tradução e adaptação   Harriet Tubman nasceu em 1820 ou 1821, numa enorme plantação em Dorchester County, Maryland. Embora a plantação...

Imagens do Curso Fanon: Vida e Obra

Imagens do curso sobre Fanon

Excisão como Iniciação Sexual e Religiosa em Mulheres Negro-Bantu

Excisão como Iniciação Sexual e Religiosa em Mulheres Negro-Bantu *Rufino Waway Kimbanda O artigo trata da infibulação - remoção parcial ou total do clitóris para evitar o intercurso sexual da mulher - na cultura bantu. É...

Resenha do livro What Fanon said, de Lewis Gordon

Resenha do livro "What Fanon said" de Lewis Gordon. O livro é uma abordagem filosófica sobre a vida e obra de Fanon

Introdução ao estudo das civilizações africanas

(O Slide acima não tem pretenção de esgotar o tema, muito menos falar por sí só. Mas pode ser apropriado para fins pedagogicos) O estudo sobre a África exige estarmos atentos às diversas distorções colonialistas...

O PAN-AFRICANISMO E A FORMAÇÃO DA OUA. – Érica Reis de Almeida

Érica Reis de Almeida Revista geo-paisagem (on line). Ano  6, nº 12, 2007. Julho/Dezembro de 2007. ISSN Nº 1677-650 X Descreve o início da construção do conceito do pan-africanismo no final do século XIX, como o...

Nonagésimo aniversário de Fanon – Racismo e Cultura

NONAGÉSIMO ANIVERSÁRIO DE FANON: O texto de hoje é Racismo e cultura, elaborado por Fanon para a sua conferência no I Congresso de Escritores e Artistas Negros, em Paris.

Memórias de Azânia! (África do Sul e Namíbia)

Eu realmente gostaria de ter escrito muitos textos quando estava em Azânia, mas infelizmente nem sempre as coisas são como planejamos, lá eu não tinha tempo de parar e escrever, e como estava com...

NONAGÉSIMO ANIVERSÁRIO DE FANON

Nonagésimo aniversário de Fanon Neste dia 25 de julho de 2015, Frantz Omar Fanon completaria 90 anos de idade. Até hoje, sua obra é tomada por vertentes teóricas diversas como referencial privilegiado para pensar e...

Instituto cobra cumprimento de lei para educação étnico-racial no STF

Ação será protocolada pelo Instituto de Advocacia Racial e Ambiental contra governo federal e a presidenta Dilma Rousseff por não fiscalizar e exigir a criação de disciplinas sobre o tema Priscilla Borges - iG Brasília | 15/02/2013 05:00:04 -...

INTELECTUAIS NEGRAS – Bell Hooks

 O texto fala da importância política da teoria e aponta para a necessidade de se estimular homens negros e ( sobretudo) as mulheres negras à produção teórica comprometida com transformações sociais radicais. O texto denuncia...

Nonagésimo aniversário de Fanon – A NEGRITUDE RADICAL

Os textos de hoje problematizam as relações entre Fanon e o Movimento de Negritude. Nas reflexões, são apresentadas uma série de aspectos que indicariam proximidades e rupturas do autor com essa perspectiva de luta e com o nacionalismo. Assim, classificam classificando-no como expressão de uma "negritude radical'.
video

TRIBO DE KAM (Escravos motorizados)

Etíopes, Gêges, Egípcios, Núbios... Que batucam meu coração mandingueiro Que batucam o rataplam dos meus lábios Percussivos africanos Seja em que dialeto, dia, letra, idioma eu diga

Sobre Moçambique – Por José Chasin (1980)

CHASIN. J. Sobre Moçambique. In: Revista Temas de Ciências Humanas, 7. Livraria Editora Ciências Humanas. São Paulo. 1980 pp. 157-192 Transcrição: Grupo de Estudos Africanidades – Grupo KILOMBAGEM   Desta vez, — confidenciava-me um jovem amigo, moçambicano...